Tags

, , , , , , , , , ,

Tenho andado reflexivo e triste ao mesmo tempo com tantas mazelas na Igreja. A distorção do que é realmente Evangelho. O sincretismo descarado, mal e diabólico no meio da Igreja e muitos, infelizmente não querem enxergar – ou talvez até não consigam ver – seja por falta de ensino apologético, exegético, hermêutico e sistemático.

Creio que cabe aos mais velhos e não contaminados, preparar a nova geração com ensinos sistemáticos da Palavra, de hermenêutica, de apologética e etc. Assuntos de Teologia mesmo. Pois os mais antigos da Igreja se empenhavam em estudar Teologia – e não eram somente só Pastores, Bispos e homens de função eclesiástica.

É tanta heresia, tanto sincretismo, tanta “macumba cristã” que infelizmente, chega a dar asco.

Curiosamente o PORTAL CREIO publicou uma matéria muito interessante e que aborda sobre este assunto. Inclusive, cheguei a comentar algo sobre práticas sincréticas no artigo Evangélicos cartomancistas e afins, caso queira ler, clique aqui.

Abaixo a matéria do CREIO.

ALERTA APOLOGÉTICO

Modismos neopentecostais ultrapassam barreiras do protestantismo

Algumas igrejas evangélicas, conhecidas como igrejas neopentecostais, ultrapassaram as barreiras da esfera do protestantismo e as estão à beira do caminho da heresia, afirma um apologista cristão. O pastor João Flávio Martinez, presidente do Centro Apologético Cristão de Pesquisas traz à tona a questão das igrejas que “na teoria tem confissão de fé evangélica, mas na prática se assemelham mais a uma seita”.

Em uma pregação Martinez fala sobre os modismos pentecostais, citando alguns nomes de líderes conhecidos de âmbito nacional como o bispo Edir Macedo, missionário RR Soares, Sônia e Estevam Hernandes, entre outros.

Igrejas como a Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD) também são apontadas como possuindo práticas e ensinamentos que são estranhas ao Evangelho. O apologista afirma que o líder desse movimento chegou a colocar Jesus no nível de “criatura”.

“Muita gente pela tradição da religião, não entende a historia de Jesus. Alguns falam de natal, mas ninguém sabe o dia exato em que Jesus Cristo nasceu. Segundo que Jesus já existia muito antes de tudo. Ele é a imagem do Deus invisível, a encarnação do verbo.Mas ele não é sempiterno, é eterno. O pai que é Deus é sempiterno, aquele que antes dele nunca existiu como ele, nem existirá depois dele, sempre existiu e sempre existirá. A primeira obra dele foi Jesus Cristo…”, citou João Flávio ao Valdemiro como falando em um de seus estudos bíblicos (veja aqui), ao The Christian Post.

Segundo o apologista isso é fruto da falta de embasamento teológico que fundamenta esses movimentos, das quais ele chama de “movimentos contraditórios”. Martinez ainda alerta que eles (tais movimentos como a da IMPD) têm transformado a Igreja Brasileira em uma instituição que preza mais a criatura que o Criador, ou seja, que serve mais ao homem e menos a Deus.

“Os crentes são de vida espiritual supérflua e sem profundidade. A maioria das práticas de igrejas como essa não passa de ‘macumba evangélica’ e não cristianismo Bíblico.”

Pastor João Flávio urge que os fiéis “procurem uma igreja bíblica, fundamentada nos princípios da Reforma, fundamentada em Cristo e na sua Palavra.” “Procurem o evangelho da Cruz e não o evangelho do diabo travestido de culto aos anjos. É preciso que os que querem servir Jesus entendam que Deus nos chama para a fidelidade e não para o hedonismo”, afirmou com indignação ao CP.

Anúncios