Tags

, ,

Creio que todo o verdadeiro cristão tem uma vontade profunda de compartilhar o Evangelho genuíno de Jesus Cristo. Não um Evangelho de que tudo está ou acabará bem nesta vida. Afinal, Jesus disse que no mundo teríamos aflições.

Analisando os diversos evangelhos pregados por aí, confesso que dá pra ficar um pouco assustado. Meu Deus! Quanta heresia, falsos profetas, anticristos” Bom…a Bíblia já alerta sobre isso… Últimos dias. Sem mencionar os enfeites, alegorias, que tentam colocar no Evangelho puro e simples, como oferecer uma bênção, prosperidade, unção, cura e por aí vaí.  Jesus abençoa? Sem dúvida! Jesus cura? Com certeza. Mas proclamar um Evangelho ligado a estas coisas como premissa,  é prostituir, corromper a mensagem original que é a libertação do pecado e salvação da condenação eterna.  A Igreja quer contextualizar o Evangelho e acaba caindo no engano que, contextualizar é o mesmo que querer parecer com práticas sincréticas, e por fim, comete engano. Só um nota: Não pregaremos o evangelho genuíno, assemelhando-nos com regiliões pagãs.

Mas então Anderson, como devemos pregar então? Simples, seguindo a instrução de Paulo a seu díscipulo Timóteo,  “Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.” 2 Timóteo 4:2

Um exemplo claro e que achei… uau….foi no Youtube. Sem oferecer bênçãos ou adições ao Evangelho. Apenas… Evangelho, Boas-Novas. De forma contextualizada, sem heresias, sem ofertas de prosperidade, mas totalmente Bíblica. Veja abaixo:

Isto é Evangelho!! Sem adições. Afinal de que adiante ser próspero, recebido a cura, “unção disto e daquilo”, casar, comprar a casa nova, “ter os caminhos abertos” e acabar… indo para o inferno?!

Evangelho é Boas-Novas. Podemos voltar à comunhão com o Pai, através do Seu Filho Jesus Cristo, que morreu na cruz em nosso lugar, para que tivéssemos vida de volta, uma nova vida com Ele, pois todos pecamos e destituídos estamos da Glória de Deus. E se não reconhecermos o sacríficio de Jesus na Cruz, O confessarmos com a boca e crermos com o coração, já estamos condenados.

O resto nesta vida?! Tudo é passageiro. Nada trouxemos para este mundo e nada levaremos dele.

Paz a todos,

Anderson Alcides.

Anúncios